Make your own free website on Tripod.com

Primeiro passo

A primeira coisa a se fazer é escolher o local do aquário, devemos evitar colocá-lo onde a luz solar o atinja diretamente, pois do contrário haverá um aquecimento excessivo e uma enorme proliferação de algas, deixando a água verde.

Minha sugestão a quem está iniciando é que comece com um aquário de pelo menos 72 litros (60 cm Comprimento x 40 cm Altura x 30 cm Largura).

Quanto maior o aquário mais estável ele será e portanto mais seguro para o iniciante.

Tanque de acuario. Resultado final.

Aqui mostrarei como você mesmo pode montar um aquário de 200 litros.

 

A seguir veja a tabela baseada na altura e no comprimento com as espessuras recomendadas para os vidros, mas não é definitiva, tudo depende da qualidade do vidro utilizado. (estes números referem-se a aquários sem reforços, veja mais abaixo como podemos diminuir as espessuras dos vidros e economizar).

A espessura dos vidros depende da altura da coluna de água e do comprimento. Uma espessura superior ao aconselhado encarecerá o aquário, aumentará seu peso e distorção ótica. Com uma espessura inferior correrá o risco de romper-se devido à pressão.

Espessura do vidro lateral (mm)

Altura

(cm)

Comprimento (cm)

30

40

50

60

70

80

90

100

120

130

150

30

3

4

4

5

5

5

5

8

10

10

10

40

4

5

5

6

6

8

8

8

10

10

10

50

4

5

6

8

8

8

8

8

10

12

12

60

5

6

6

8

8

10

10

10

12

12

12

70

6

8

8

10

10

10

10

12

12

15

15

80 8 8 8 10 10 10 12 12 15 15 15
90 10 10 12 12 12 12 12 15 15 15 15
 

Valores Médios:

Altura do Aquário Vidros Verticais
(sem reforços)
Vidros Verticais
(com reforços de alumínio)
Vidro da base
(Base sem reforçar)
Vidro da base
(Base reforçada)
20 a 30 cm 5 mm 4 mm 6 mm 5 mm
40 a 50 cm 6 mm 5 mm 10 mm 8 mm
60 a 70 cm 8 mm 7 mm 10 mm 8 mm
80 a 90 cm 10 mm 8 mm 12 mm 10 mm
100 a 110 cm 12 mm 10 mm 15 mm 15 mm
120 cm 15 mm 12 mm 20 mm 15 mm

 

Para calcular as medidas deve-se desenhar o esquema do aquário em um papel. Os vidros laterais vão por dentro e os vidros frontal e posterior vão por fora. Todo o conjunto descansa sobre o cristal da base. Deve-se ter isso em conta na hora de calcular o comprimento da base, já que deve-se somar a esta a medida das espessuras dos vidros frontais e posteriores. As medidas devem ser justas, não admitindo-se erros superiores a 2 mm.

O aquário pode ser reforçado por fora com perfis de alumínio de 1 mm de espessura. Não usar ferro ou metais niquelados pois acabariam se oxidando.

Depois de cortados, os vidros devem ser bem limpos com álcool. Por último aplicamos o silicone, observando as instruções do fabricante. Atenção para não utilizar silicone com fungicida, assegure-se de que a cola é apropriada para uso em aquários.

Lembre-se de utilizar luvas para manusear os vidros e evitar acidentes.

Antes da aplicação do silicone, devemos lixar levemente as bordas dos vidros para eliminar as arestas cortantes e depois limpar com álcool. Se houver resíduos gordurosos ou pó a cola não aderirá bem. A técnica para aplicar a cola de silicone é muito simples. 

Deve-se aplicar um cordão contínuo com a pistola de aplicação e não deixar zonas de desunião ou bolhas de ar no cordão, porque então se formaria uma fissura por onde se produziria um vazamento. Uma vez aplicada a cola deve-se unir os vidros imediatamente, pois em poucos minutos o silicone começa a polimerizar e deixa de ser maleável.

[Pegado de los cristales]Em seguida, podemos montar o aquário usando esparadrapo ou fita isolante do lado de fora. No dia seguinte, já seco, aplica-se o cordão interior e alisa-se com o dedo, em um movimento contínuo.

Deixe secar por mais 48 horas e elimine os restos de silicone com uma  gilete e acetona ou álcool. Coloque a base de isopor e encha o aquário pouco a pouco, certificando-se que os vidros aguentam a pressão e mantenha-o cheio por pelo menos 72 horas e verifique se não há nenhum vazamento, caso isto ocorra,  esvazie o aquário e seque bem antes de aplicar novamente o silicone sobre o local do vazamento. 

Desaconselha-se colocar tirantes cruzados de vidro no meio do aquário; em pouco tempo ficariam cobertos de cal e produziriam sombras.

Montando aquários com altura acima de 50 cm, utiliza-se o travejamento transversal e para maiores de 100 litros também o travejamento longitudinal. As travas devem ter a mesma espessura do vidro do aquário e de 5 a 15 cm de largura. Todas as travas devem ter pelo menos 1mm de folga de cada lado a qual deverá ser preenchida com silicone.

Caso queiramos ter maior resistência, podemos fazer também o travejamento no fundo, apenas tendo o cuidado de colocar as 4 travas no mesmo nível, ou seja as 2 travas mais curtas encaixam entre as 2 mais compridas, diferentemente do mostrado na figura abaixo, onde as travas se sobrepõem. Isto tem o mesmo efeito do uso de reforços perimetrais de alumínio. Mas nada impede que você utilize os dois tipos.

Reforços perimetrais

Reforçar o aquário nos permitirá utilizar uma espessura de vidros inferior, fazendo que o aquário fique mais barato. Usaremos perfis  em L de alumínio de 1 mm de espessura; existem perfis coloridos como o negro ou bronze, dando um acabamento ótimo.

Primeiro colocamos os perfis inferiores, cortando-os nas medidas adequadas, aparamos as superfícies de corte cuidadosamente com uma lima fina e colamos com silicone nos vidros, lembre-se de limpar ambas as superfícies com álcool antes de colar.

Depois de 24 horas colamos os perfis superiores. Estes devem ser esquadrados como em uma moldura de quadros. Depois de mais 24 horas podemos colocar os perfis verticais (opcionais).

Mapa Completo do Site