Make your own free website on Tripod.com

Filtragem

É muito importante não apenas colocarmos uma boa água no aquário, mas mantê-la.Para isso faz-se necessário o uso da filtragem.

Existem diversa formas de efetuarmos a filtragem da água: mecânica, onde uma manta de perlon  ou espuma serve para retirar os sedimentos mais grossos da água; química, realizada por carvão ativado ou carvão vegetal; e biológica, realizada por bactérias que vivem no cascalho do fundo, as quais reciclam os detritos, transformando-os em fertilizante para as plantas. Um bom filtro reúne essas 3 características, mantendo a água pura, cristalina e sem cheiro.O volume de água que passa por hora no filtro deve ser de 3 a 5 vezes o volume do aquário, assim, um aquário de 200 litros com uma filtragem de 650 l/h até 1.000 l/h ficará bem estruturado. Veja a seguir os diferentes tipos de filtros existentes.                                   

Filtro biológico de fundo (FBF): Consiste de um sistema de placas perfuradas e tubos ligados a uma bomba submersa ou pedra porosa, para que a água seja sugada através do cascalho de fundo. Aqui as opiniões se dividem: tem gente que não coloca FBF pelo fato de que a água ao circular entre o cascalho leva também os sedimentos, fazendo com que o filtro vá perdendo sua eficácia lentamente e então seja necessário desmontar completamente o aquário para lavar o cascalho e então montar tudo de novo.

 

Talvez seja o filtro mais utilizado até hoje por aquaristas pelo seu custo baixo e pela facilidade em adquiri-los. O filtro de placas está ultrapassado. Antigamente quando não havia abertura para a importação, quando ficávamos apenas curtindo em revistas e sonhando com certas maravilhas importadas, sem opção nenhuma, comprávamos placas de fundo, um compressor de ar e fazíamos com muito custo um suposto filtro biológico. Ficávamos torcendo que algumas bactérias pudessem se estabelecer e sem informação nenhuma víamos nossos peixes morrer em grande escala. Nada sabíamos sobre amônia, não tínhamos como controlar, pois nosso filtro não servia para nada.

Agora, com o aparecimento de bombas submersas de grande potência a circulação de água entre placas é o suficiente para criarmos bactérias. Com o preço acessível nos contentamos em primeira instância a adquirir este tipo de filtro, mas a deficiência continua, talvez até seja pior, pois agora criamos bactérias, mas as placas absorvem bem mais detritos do que antes. 
O filtro de placas tem vida útil pequena, pois depois de aproximadamente 1 ano, o acúmulo de detritos será tão grande no fundo das placas, que o aquarista não conseguirá controlar mais nada. O Ph será extremamente ácido, algas vão proliferar, a amônia também será incontrolável em níveis altíssimos, ao ponto do aquarista fazer várias trocas parciais por mês sem obter nenhum resultado. Tudo isso por uma economia relativamente pequena, no projeto e na montagem do aquário. O problema é que não conseguimos retirar os detritos por baixo das placas e isso provoca um excesso de nutrientes, causando excesso de certos tipos de algas. As plantas também não conseguem se desenvolver com um filtro assim, ajudando ainda mais a proliferação de algas. Certos aquaristas novatos enganam-se quando pensam que podem compensar a deficiência deste filtro introduzindo filtros mecânicos potentes. O filtro de placas até pode ser eficiente no primeiro ano, porém os detritos continuarão acumulando-se nas placas do biológico. Portanto a economia inicial pode parecer uma grande vantagem, mas a médio prazo o aquarista terá literalmente pesadelos com seu aquário, a não ser que pretenda fazer uma troca total de água ao longo de cada ano.
Existem filtros de melhor qualidade e rendimento. O filtro de placas condena o aquário em poucos anos já que acumula detritos no fundo , no substrato, e torna impossível a limpeza com o passar dos anos sem desmontar totalmente o aquário. Os níveis de toxinas são incontroláveis , um desastre total, fazendo que o aquarista desmonte e limpe o aquário por completo. Se você tem um filtro biológico de placas, para que possa mantê-lo por mais tempo com níveis controlados de detritos deve realizar trocas parciais e limpeza de fundo periodicamente.

O modo de funcionamento de um filtro de placas é simples, após colocadas as placas no fundo do aquário, devemos cobri-las de substrato (pedras) inserir os tubos que são chamados de torres, encaixar em sua extremidade uma bomba com potência de 4 vezes o valor em litros de seu aquário . Ex. Para um aquário de 100 litros devemos adquirir uma bomba de 400 Litros/Hora. Este sistema é de um filtro Interno. A bomba suga a água pela torre e força a circulação entre o substrato e as placas criando as colônias de bactérias.

Eu sou a favor do uso do FBF, porém com bombas submersas de baixa capacidade (90 l/h para um aquário de 200 litros) porque assim vai demorar cerca de 2 anos para que haja a saturação. Já montei aquários com e sem FBF e percebi que seu uso melhora o crescimento das plantas. Mas você decide.....

Filtro externo tipo canister: consiste de uma unidade independente, as vezes com bomba própria que faz a filtragem biológica e também a mecânica e química.

 

Filtro externo wet-dry (seco/molhado): parecido com o anterior só que a água atravessa uma camada de bio-balls (onde as bactérias se desenvolvem) que ficam apenas molhadas e não submersas e volta a cair no aquário.

 

Filtro Aquaclear Mecânico: sobre os filtros mecânicos vamos apenas indicar os externos já que os internos não são eficientes e a manutenção se torna inviável..

    

Basicamente todos consistem em manter a água cristalina retirando as partículas que estão em suspensão e também fazer a eliminação de toxinas da água através de componentes como o carvão ativado e outros reguladores de PH, eliminadores de amônia, nitrito, fosfato, etc... Apresentaremos o AQUACLEAR, que é muito eficiente. Como mostramos na foto acima, ele é um filtro de três compartimentos: Espuma para retirar partículas grandes, o sache de carvão ativado, e poderemos usar o perlon (uma espécie de lã ) para partículas de menor porte.

O filtro mecânico deve trabalhar com uma potência 5 vezes por hora do volume total de seu aquário como já explicado. Os filtros mecânicos assim como os biológicos são obrigatórios em qualquer sistema. Geralmente são colocados pelo lado de fora do aquário apoiado no vidro superior. Existem diversos filtros mecânicos externos no mercado, todos muito parecidos.

 

Filtro externo selado: como o próprio nome já diz é uma unidade selada, puxando a água através de uma mangueira, filtrando-a e devolvendo-a para o aquário através de outra, é motorizado.

O melhor filtro que existe no mercado, a melhor combinação, o mais prático e o mais eficiente. Simplesmente o Fluval consegue reunir tudo isso em um só. Combina filtragem mecânica, biológica e aceita vários componentes. No primeiro compartimento há a espuma para realizar a parte mecânica retirando partículas em suspensão, que deixa a água de seu aquário com aspecto de suja, no segundo aplica-se componentes como o Biomax , tipo de cerâmica que é bom para a grande colonização de bactérias, no último poderemos mesclar componentes oferecidos pelo fabricante como carvão ativado, reguladores de PH, eliminadores de amônia, nitritos, turfa, etc... Esta linha da Fluval mostrada acima é do tipo externo, as únicas duas coisas que serão inseridas no aquário são as mangueiras de entrada e saída. De fácil limpeza, a bomba é interna ao filtro, seu consumo de energia é de 7w a 22w. Você pode fixar o Fluval dentro do móvel de seu aquário fazendo com que nada apareça . Dificilmente vai precisar de um outro tipo de filtro, desde que utilize o modelo ideal. Os modelos disponíveis são para aquários de 100 a 300 litros, use conforme seu aquário. Para nós da Aquarioland este é o melhor filtro, mesmo com seu preço "salgado" seu custo beneficio é ideal.

 

 

Filtro fluidizado: é a reprodução do processo que ocorre na natureza, onde a água que alimenta alguns riachos brota de nascentes no fundo. Consiste de um tubo onde uma bomba força a água do aquário até o fundo do filtro e a faz atravessar uma camada de areia de sílica, para então ser devolvida ao aquário, necessita de um pré filtro mecânico para funcionar adequadamente.

  Filtro SEASTORM:

Este filtro é o melhor colonizador de bactérias, especialmente desenvolvido para aquários maiores de 200 litros, ele nada mais é que um tubo de vidro contendo uma areia especial, pode fixar-se dentro ou fora de seu aquário. O Seastorm depende de uma bomba para que a água circule dentro dele. A circulação da água passando dentro dessa areia fluidizada cria colônias de bactérias. Devemos inserir um pré-filtro na bomba para que partículas em suspensão não se acumule dentro do filtro. Os modelos encontrados são para aquários de 226 litros até 907 litros, seu aquário deve ter no mínimo 40 cm de altura para se possa fixar o filtro. Seu preço não é tão caro e é um excelente filtro biológico .

 

 

Filtro RO (Osmose Reverso): Todos sabemos das impurezas que encontramos na água da torneira, a companhia de água não se preocupa em retirar certos agentes químicos, pois não são maléficos a nossa saúde, porem extremamente tóxicos a médio prazo em nossos aquários. O silicato e fosfato são os mais prejudiciais. O fosfato é acumulativo ao contrário do nitrato, quando fazemos uma troca parcial eliminamos muito pouco a quantidade de fosfato, em compensação, o nitrato é eliminado na mesma proporção da troca. Se adicionarmos água da torneira estamos introduzindo provavelmente o fosfato e para que seja retirado devemos usar resinas.

Caso contrário a tendência é de aumentar cada vez mais estas "pragas. Elas ajudam na criação de algas perigosas capazes de destruir o sistema por completo, fazendo que o aquarista desmonte seu aquário para total limpeza. Estes agentes principalmente o fosfato, se agrega ao substrato e nesse ponto será inevitável sua troca. A água inserida no aquário deve ser pura, somente H2O. A água destilada, é ideal, mas não temos como realizar grandes trocas, pois é inviável. Por todos estes motivos devemos usar o Filtro de Osmose Reverso (RO). Neste filtro a água é forçada a atravessar uma membrana porosa de furos que medem 0,0007 micras. Só passam pelos furos moléculas de água. O filtro de RO elimina 99% das impurezas, agentes químicos, bactérias etc...

O filtro de Osmose consegue filtrar em media 40 litros dia, com uma boa pressão de água na entrada, são importados e custam em média 160 dólares. Compensa, pois gastaríamos muito mais em resinas para eliminar parcialmente algumas das impurezas como o Fosfato. Não pense que esse filtro é só para aquários marinhos, por serem supostamente mais complexos. Além da água o fosfato pode ser acumulado devido à super alimentação , tome cuidado! Você deve se informar em seu revendedor sobre detalhes de funcionamento.

 

Filtro interno de espuma:

      

Também funciona pela circulação da água, porém feita com uma pedra porosa inserida em seu tubo de saída, faz que a água circule pela espuma. Este filtro é ideal para ser usado em aquários de reprodução de no máximo 25 litros. A espuma pode ser lavada sem matar a colônia de bactérias , somente com a água do próprio aquário. O seu aspecto não muito estético e seu pobre poder de criar colônias de bactérias em aquários maiores não o faz recomendado para outros fins a não ser para aquários pequenos, ou de reprodução devido à suas dimensões e pouca eficiência.

Filtro externo com base vegetal: Este filtro se baseia no aproveitamento dos 3 pilares básicos da filtragem em aquários, inclusive na filtragem de águas residuais de despejo urbano em grandes sistemas depuradores de esgoto. Para que uma filtragem seja eficaz deve reter-se em um primeiro momento todas as partículas em suspensão que flutuam na água. Esta filtragem se denomina mecânica e se aproveita de materiais de diferentes granulometria e porosidade. Deve ser de fácil limpeza, pois o uso eficaz destes filtros depende de que se mantenham limpos e não se obstruam ao passar a água.

A água que passou pelas câmaras de filtragem mecânica, onde se eliminou a maioria dos detritos de maior tamanho em suspensão, passa agora por uma zona onde se realiza uma filtragem das substâncias nocivas em dissolução. Esta se denomina filtragem química da água. O material mais utilizado é o carvão ativado. Pode-se utilizar outros maeriais como resinas tratadas quimicamente ou carvão vegetal. O carvão ativado realiza uma absorção da maioria das substâncias nitrogenadas tóxicas que se encontram dissolvidas na água do aquário.

O terceiro sistema é a filtragem biológica. Imitando os processos onde as bactérias decompõem e transformam as substâncias de despejo em produtos neutros e aproveitáveis pelas plantas; o sistema de filtragem deve dispor de uma zona onde se favoreça a criação e manutenção de colônias bacterianas.

 

Infelizmente, todos os filtros externos bons com os quais eu tive contato são importados...

WDF 3000 da Second Nature – esse filtro tem um pad que retira a sujeira mais grossa da água, um local para colocar carvão ativado, e uma esponja aonde se alojam as bactérias do filtro biológico. O sistema funciona bastante bem e o filtro movimenta muito pouco a água, sendo muito bom para aquários com espécies que gostam de águas pouco movimentadas, como acarás disco.

Penguin BioWheel – esse filtro é feito em vários tamanhos e conjuga também os 3 sistemas de filtragem: mecânica, química e biológica. A parte biológica é feita por uma roda que fica girando na saída de água do filtro, como um moinho, e que tem a superfície propensa para a fixação de bactérias.

Fluval – esse é um dos modelos de filtro canister. A biologia nesse filtro é feita numa esponja, e o filtro tem vários outros compartimentos onde pode-se colocar elementos filtrantes, como carvão ativado, cerâmica, etc. Eu uso esse filtro num aquário de plantas, mas já reparei que a biologia demora mais que nos outros para se formar nesse sistema. Porém ainda o considero o melhor.

Filtros caseiros:  Consulte também a seção Faça você mesmo seus equipamentos para outras dicas de montagens caseiras, inclusive do novo filtro de suporte vegetal, bem mais baratas que as comerciais e igualmente eficientes.

 

Visit the Fishtop50

Gostou de nosso site ? Então clique aqui para votar no:

 

Mapa Completo do Site