Make your own free website on Tripod.com

FILTRO DE LEITO FLUIDO

O filtro de leito fluido é uma das últimas novidades em filtragem para aquários. É um excelente filtro biológico, melhor inclusive que o filtro seco-úmido, porém sua filtragem é nula, portanto necessita de um pré-filtro mecânico (o que você já tem em seu aquário). Sua manutenção é mínima já que é autolimpante e com um volume de 1% do aquário é suficiente (um aquário de 200 litros necessita de um filtro de 2 litros).

Seu princípio de funcionamento é muito simples; um monte de areia em suspensão, a qual proporciona uma enorme superfície para o assentamento das bactérias nitrificantes em muito pouco volume. A areia tem, no mesmo volume, 10 vezes mais superfície que as melhores bio-balls do mercado.

Materiais

A construção é muito simples e econômica. Em sua forma mais fácil, cuja construção vamos abordar, se encontra dentro do aquário, dissimulado por pedras e plantas. Por tanto não se necessita uma selagem perfeita e o risco de acidentes é quase nulo.

Uma garrafa plástica de refrigerante, escolhida segundo a tabela:

Bomba de água

Capacidade da garrafa

200 l/h

0,5 litros

500 l/h

1 litro

800 l/h

1,5 litros

1200 l/h

2 litros

Um tubo flexível de PVC, como os do filtro.

Um quilo de areia muito fina.

Cascalho de 1,5 cm de diâmetro.

Umas tigelas, furadeira, broca de 3mm, luvas grossas e demais proteções.

A areia

A areia é o elemento mais importante do filtro. Deve ser o mais fina possível, pois assim terá mais superfície por unidade de volume e será mais fácil mantê-la em suspensão. Se é para um aquário de água doce não deve conter elementos calcáreos, para um aquário marinho este ponto carece de importância.

Podemos obtê-la em lojas de aquário, onde a vendem para colocar nos filtros comerciais. As empresas de limpeza de fachadas com jato de areia podem tê-la, usam-na misturada com água sob pressão como abrasivo. Finalmente as lojas de material de construção também podem tê-la. Em último caso podemos recorrer à areia de praia.

No caso de comprá-la em lojas de aquário devemos tratar a areia antes de empregá-la, pois, sobretudo a de praia, contém elementos indesejáveis. Para isso:

Lavar a areia com água cuidadosamente em um balde utilizando uma mangueira. Repetimos o processo até que a água saia limpa. Assim eliminamos o sal e lodo ou lama da areia.

Com a areia úmida, porém sem água, colocamos um litro de ácido clorídrico. Lembre-se de utilizar luvas e óculos de proteção ! Veremos que a areia produz uma efervescência: é que o cal e restos metálicos estão se dissolvendo. Cuidado com os gases que se desprendem, pois irritam muito a garganta e os pulmões, faça isso fora de casa. Este processo não é necessário no caso de um aquário marinho.

Lavamos muito bem a areia com água, para eliminar os restos do ácido.

Depois deste processo a areia pode ser reduzida à metade de seu volume, especialmente se é de praia. Recomendo fazer a prova com uma quantidade muito pequena, e se no processo diminui muito o volume é recomendável utilizar outro tipo de areia.

Montagem

[FILTRO DE LECHO FLUIDO] Em primeiro lugar t4emos de preparar a garrafa. Para isso fazemos um furo na tampa, de forma que a mangueira entre bem justa. Com um pouco de silicone podemos assegurar a união. Depois fazemos outro furo na parte inferior da garrafa, com uns 2 cm de diâmetro, por onde sairá  a água filtrada.

Enchemos a garrafa com a areia até cerca de 1/3 de sua capacidade. Colocamos uma esponja de poros grandes no fundo. Sua finalidade é impedir que a areia retorne quando o filtro está desligado. Tampamos a garrafa e a colocamos no aquário.

Para "mover" o filtro usaremos a saída do filtro que já temos no aquário. Unimos a saída deste filtro com uma mangueira à entrada de nosso filtro de leito fluido. Colocamos o filtro original em um extremo do aquário, e o filtro de leito fluído no outro extremo, para assegurar uma boa circulação de água. a mangueira pode ficar enterrada no fundo, porém verifique que não tenha curvas acentuadas, pois o fluxo da bomba ficaria prejudicado.

Uma vez em funcionamento temos de ver como a areia forma um redemoinho no interior, elevando-se até os 2/3 da garrafa. Se a areia não se eleva ou escolhemos uma areia muito grosssa ou a garrafa é muito grande para seu filtro. No caso de se elevar mais de 2/3 e escapar muita areia o problema é que a garrafa é muito pequena. Poderíamos solucioná-lo fazendo um pequeno furo na mangueira, de forma que escape um pouco de água antes de chegar ao filtro de leito fluído.

Manutenção

Este filtro limpá-se sozinho por seu processo de funcionamento. A única manutenção consiste em repor a pouca areia que haja escapado duas vezes por ano.

 

Mapa Completo do Site