Make your own free website on Tripod.com

A MOSCA DROSOPHILA

A mosca das frutas é o alimento mais parecido com a dieta natural dos killi-fishes, lebistes e outros peixes pequenos. graças a seu ciclo de vida muito curto podemos produzir em pouco tempo grandes quantidades de moscas. Não requerem nenhum cuidado especial e sua criação se faz em vidros fechados que não desprendem mau cheiro, nem são desagradáveis de ver.

Descrição

[Imagen ampliada de una mosca] A Drosophila melanogaster, também conhecida como mosca do vinagre ou mosca da fruta, é um díptero que tem grande importância em estudos de genética por ter um ciclo vital curto e sofre mutações com facilidade. Tem um tamanho entre um e dois milímetros, é de cor cinza ou negra e apresenta olhos vermelhos. Certamente todos já as viram circulando sobre bananas muito maduras na fruteira.

As fêmeas, um pouco maiores que os machos, depositam profundamente 12 ovos na polpa da fruta apodrecida, processo que se repete diariamente durante toda a vida adulta da mosca. Dos ovos saem umas pequenas larvas que vivem na fruta alimentando-se e crescendo rapidamente. Poucos dias depois, estas larvas saem da fruta e se fixam nas paredes do recipiente. Aí se transformam em pupas, que tem a forma de pequeníssimas cápsulas. As pupas se metamorfoseiam em exemplares adultos que voarão para acasalar-se e começar de novo o ciclo. O ciclo de vida dura uns 15 dias, 25 no caso de moscas sem asas. O período de vida do adulto vem a ser de 20 a 30 dias.

Existe uma mutação muito comum que proporciona moscas com asas atrofiadas. Esta mutação tem a vantagem de que as moscas não podem escapar com tanta facilidade. Se estas cruzam com moscas normais, os descendentes terão asas e voarão. O mesmo efeito é produzido se mantivermos a cultura em temperaturas elevadas.

Localização

Esta pequena mosca encontra-se em qualquer lugar que tenha frutas em decomposição ou vinho em fermentação. O método para capturar a cepa inicial é muito fácil. Em um frasco de vidro ou plástico grande coloca-se frutas amassadas, especialmente bananas, e umas gotas de vinagre. Deixa-se o frasco aberto ao relento por alguns dias (funciona melhor no verão).

Finalmente, também se encontram em qualquer laboratório de biologia de qualquer universidade. Além disso eles também tem a variedade sem asas, muito mais cômoda de manejar.

Preparação

Usaremos dois vidros grandes de 1,5 a 2 litros de capacidade. Na tampa fazemos um furo de cerca de 2 cm de diâmetro e tampamos com algodão, deixando-o meio folgado para que entre ar para as moscas.

No fundo do vidro coloca-se 1 cm de papa de banana e aveia com algumas gotas de violeta de genciana para não mofar (ou então usamos a pasta alimentícia descrita a seguir). Deixa-se descansar durante um dia e introduz-se umas 40 moscas. Coloca-se em um lugar fresco que não receba luz solar direta.

Temos que ter a precaução de trocar a pasta de frutas para não esgotá-las. Desta forma produziremos moscas depois de 20 dias. Sua duração aproximada é de 2 meses. Outro motivo de ter 2 frascos é que as vezes ocorre uma infestação de ácaros. Neste caso deve-se descartar a cultura, desinfetar o jarro e começar de novo.

Preparação da pasta alimentícia

Aqueça em um recipiente um copo de água e junte 1 grama de ágar ou gelatina sem sabor, 10 gramas de levedura (fermento de pão), 10 gramas de açúcar e 4 gotas de vinagre. Durante o processo mexemos lentamente com uma colher para que não se solidifique e para conseguir uma mistura homogênea. Coloque a mistura quente no vidro para que solidifique ao esfriar.

Se não quiser fazer uma mistura tão complicada, pode utilizar esta, porém produzirá menos moscas. Esmaga-se algumas bananas, junta-se uma colher de sopa de açúcar e algumas gotas de vinagre. Pode-se adicionar um pouco de água, porém deixe a mistura consistente.

Uso das moscas.

Deve-se colocar um tubo de ensaio pelo furo da tampa do vidro e escurece-se o vidro (as moscas se sentem atraídas pela luz e entrarão no tubo de ensaio, dê algumas pancadinhas no vidro para ajudar). Quando vermos que que há moscas suficientes no tubo, nós o retiramos e tampamos.

Para imobilizar as moscas de forma que possamos colocá-las no aquário e não saiam voando, introduziremos o tubo no congelador durante alguns minutos e as moscas ficarão tonteadas. Tenha cuidado de não deixar muito tempo no congelador para que elas não morram e os peixes possam perseguí-las, pois eles apreciam muito isso.

Não coloque muitas moscas no aquário, pois com o calor da água elas se reanimarão rapidamente. Lembre-se que as moscas podem não ter asas, porém infelizmente não existe nenhuma mutação sem pernas. Lembre-se também que você não quer ter a casa cheia de moscas, se colocar demais, os peixes não terão tempo de comê-las e algumas fugirão.

Fotografias e informação cedidas por The Drosophila Company.

   

Mapa Completo do Site

1