Make your own free website on Tripod.com

Isolamento térmico

Isolar termicamente o aquário traz muitos benefícios, entre os quais podemos citar:

Menores oscilações de temperatura, já que a perda de calor é mais lenta.

Menor impacto dos cortes de energia elétrica, já que o aquário mantém por mais tempo sua temperatura.

Menor consumo energético. O aquecedor funcionará menos.

Maior duração do aquecedor, devido à seu funcionamento menos freqüente.

Temperatura mais homogênea em todo o aquário, ao diminuir os pontos de esfriamento e a necessidade de aquecimento.

Maior eficácia dos dispositivos de esfriamento (usado em aquários marinhos). Lembrar que não se isola só o frio, mas também o calor.

As oscilações entre o dia e a noite durante o verão são menores e mais lentas.

Menores tensões no vidro do fundo, ao ter um assentamento mais uniforme e menores diferenças de temperatura.

Por todos estes motivos, considero que isolar um aquário é fundamental, sobretudo tendo-se em conta o pouco dinheiro que custa e a facilidade que é fazê-lo.  

Materiais: para isolar o aquário podemos usar diferentes materiais, os que habitualmente utilizamos. Todos eles podem ser encontrados facilmente em lojas de material de papelaria, ou de artesanato ou de madeiras.

Placas de eucatex prensado. vendem-se em placas para recobrir paredes e divisórias, habitualmente revestido por uma superfície texturizada. É bom isolante térmico e tem uma bonita aparência.

Poliestireno expandido (Isopor): vende-se em pranchas de cor branca. Bom isolante térmico e muito barato.

Poliuterano de alta densidade. De consistência bastante dura, vem na forma de pranchas de diferentes cores segundo o fabricante, rosa, azul, verde. É a melhor solução, porém um pouco mais cara.

Fibra de vidro. Uma manta de cor amarelada. Não devemos usar, já que as fibras que desprendem são cancerígenas.

Isolando o fundo: o primeiro a isolar é o fundo do aquário. Para isso escolhemos uma prancha de poliestireno expandido (isopor) de 1 a 3cm de espessura. Aqui não é aconselhável o Eucatex por sua menor elasticidade e por que pode  se deteriorar com a água. Colocamos a placa sobre o móvel, e depois colocamos o aquário em cima (mover o aquário sempre sem água). Uma vez cheio o aquário notaremos como os materiais, sobretudo o primeiro diminuem bastante sua espessura. Finalmente com um estilete cortamos a parte que sobressai.

Isolando o fundo evitaremos tensões sobre o vidro e importantes perdas de calor, ficando o isolamento bastante dissimulado. Além disso a temperatura do substrato será mais alta, a qual  favorecerá o crescimento das plantas e bactérias.

Isolando as paredes.

Deve-se isolar todas as laterais possíveis, quanto mais, melhor. Minha recomendação é isolar todos os vidros que não sejam visíveis.

Para isolá-las podemos usar qualquer dos materiais descritos anteriormente. No caso de usar poliuterano, usar pranchas de uma espessura de ao menos 2 cm.

O procedimento é simples. Cortamos com um estilete as pranchas do tamanho adequado, e as fixamos às laterais mediante um pouco de cola de silicone.

Mapa Completo do Site

1