Make your own free website on Tripod.com

FABRIQUE SEU TESTE DE CO2  

Existem diferentes testes de CO2 porém são caros e de curta duração. [Esquema del test de CO2]

O sistema proposto aqui é barato e fácil de montar e nos permitirá ter um indicador constante da quantidade de CO2 presente no aquário. 

Todos sabemos que injetar CO2 em excesso traz consequências negativas. Os peixes só podem suportar uma quantidade máxima e o pH pode cair substancialmente (a acidez da água aumenta). Por isso recomendamos a construção deste medidor. 

Princípio de funcionamento.

O princípio de funcionamento é muito simples. Todos sabem que o CO2 ao dissolver-se acidifica a água de forma proporcional à quantidade dissolvida. Mediante este mecanismo, a concentração de CO2 no líquido no líquido medidor  e no aquário é a mesma quando estão em equilíbrio. 

Partindo deste princípio poderemos saber a quantidade de CO2 dissolvida no aquário, medindo o pH através do líquido de teste.

Materiais.

A construção é muito fácil e os materiais muito baratos. Necessitaremos do seguinte:

Uma proveta em forma de U, a forma exata e o tamanho não tem importância. Pode ser encontrada em lojas de material para laboratório. 

Umas gotas de teste de pH, este teste deve ter a maior precisão possível. 

  NaHCO3 Pode ser encontrado em farmácias de manipulação ou laboratórios.

Um litro de água destilada. Pode ser encontrada em farmácias.  

Montagem

A primeira coisa que devemos fazer é o líquido medidor.   [Esquema del test de CO2]

Para isso dissolveremos em 1 litro de água destilada 0,119 gramas de NaHCO3. Tenha muito cuidado com as medidas, são muito críticas, você pode pedir que a façam em uma balança de precisão de uma farmácia de manipulação. 

O próximo passo consiste em tampar uma extremidade da proveta com cola de silicone. Separe 50 ml ou cc (use uma seringa de injeção sem agulha para medir) da solução  que preparamos e junte 10 gotas do teste de pH. Agora coloque este líquido que preparou na parte tampada da proveta, até uns 3 cm de altura, veja na ilustração. O resto da solução pode ser guardada ou descartada. Preparou-se uma quantidade tão grande para minimizar os erros de concentração.

Pintar a parte posterior da proveta de branco é recomendável (use tinta atóxica), entretanto não necessária. Simplesmente facilitará a visualização da variação de cor do líquido medidor.

Só falta submergir completamente a proveta no aquário prendendo-a com uma ventosa ou colando-a em um vidro visível do aquário (faça isso com o aquário vazio, utilizando cola de silicone). Se partes da proveta ficarem descobertas, haverá diferenças de temperatura que provocarão condensação. Isto é indesejável, já que alteraria o líquido medidor.

Medição do CO2

Para saber a quantidade de CO2 dissolvida no aquário só temos de comparar a cor do líquido medidor com uma tabela de cores do teste de pH e averiguar qual é o pH da solução. Uma vez conhecido o pH aplicamos a fórmula      ppm CO2 = 10^(8.18 - pH)  e obteremos a quantidade de CO2 dissolvida. Veja a correspondência na tabela abaixo:

pH

ppm CO2

7.4

6

7.2

10

7.0

15

6.8

24

6.6

38

6.4

60

Se o líquido medidor não tem a concentração correta não servirá, nem a fórmula nem a tabela fornecida. Não há problema. Simplesmente por comparação poderemos calibrar nosso medidor.

O único problema deste medidor é seu elevado tempo de resposta. De fato é incapaz de medir mudanças bruscas de concentrações de CO2. Aumentando o diâmetro da proveta e diminuindo a quantidade de líquido medidor a resposta é mais rápida. Em um aquário, onde as mudanças podem ser lentas, uma proveta de 1 cm de diâmetro e 10 ml de líquido medidor dão respostas suficientemente rápidas: cerca de 2 horas.

Mapa Completo do Site

1