Make your own free website on Tripod.com

CO2 GRÁTIS

[Planta] As plantas, como todos os seres vivos, necessitam de nutrientes para poder viver. O CO2 é um de seus principais nutrientes e sua única forma é retirá-lo da água, desde que ele esteja lá dissolvido. Por isso um alta quantidade de CO2 aumenta enormemente o crescimento.

FALEMOS DE QUANTIDADES

[Planta] Como todos os nutrientes, pode ser prejudicial se em excesso em excesso. Os peixes são os primeiros afetados. Uma alta concentração diminui a transferência do sangue para a água. Isso produz nos peixes uma falsa sensação de asfixia. Os peixes não se asfixiam , porém se estressam e acabam morrendo. 

O conteúdo de CO2 em um aquário vazio é de 0,5 mg/litro. Este equilíbrio é mantido por trocas com a atmosfera e em lugares contaminados pela poluição pode chegar a 1 mg/litro. Em um aquário medianamente populado, sobe para 2 ou 3 mg/litro. Se impedimos a dissipação em um aquário bem populado , podemos chegar a dobrar essa quantidade. Sete mg/litro é uma quantidade inferior à ideal, porém suficiente para que quase todas nossas plantas cresçam sem problemas. 

O nível ótimo para as plantas depende da quantidade de nutrientes e sobretudo da luz. Em qualquer caso podemos dizer que uma faixa de 10 a 20 mg/litro é ótimo. Até um nível de 35 mg/litro com uma completa margem de segurança, e acima de 40 mg/litro nossos peixes serão afetados.

Veja o resumo disto na tabela abaixo:

CONTEÚDO DE CO2

AQUÁRIO VAZIO

0.5 mg/l

AQUÁRIO VAZIO EM UMA CIDADE POLUÍDA

1 mg/l

AQUÁRIO COM PEIXES

3 mg/l

AQUÁRIO SEM PERDAS

7 mg/l

IDEAL PARA AS PLANTAS

10 - 20 mg/l

CONCENTRAÇÃO SEGURA

35 mg/l

CONCENTRAÇÃO TÓXICA

> 40 mg/l

Concentrações máximas

Como podemos ver, não é aconselhável passar de 35 mg/litro. Como sabemos se não superamos essa faixa ? A quantidade de CO2 que pode se dissolver na água (saturação) depende de 3 fatores: a temperatura, que estimaremos em 26º C, a acidez expressa em pH e a dureza expressa em KH. A fórmula é: 10^(7.48-pH+@LOG(KH))

[Tabla de concentraciónes de CO2 en funcion del pH y el KH]  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Os valores desta tabela estão baseados em 26º C, temperatura ideal para a maioria dos peixes tropicais, a 30º C, o conteúdo de gases dissolvidos na água baixa drasticamente. Os valores desta tabela são muito precisos, porém as medidas de pH e KH não são. Cuidado com a dureza, pois os testes de KH são afetados pelos íons metálicos. Como podemos ver os limites tóxicos são difíceis de superar. Para um aquário de vivíparos com um pH de 7,2, considerado ideal para estas espécies, o conteúdo perigoso só seria alcançado com uns 20 KH. Para um aquário de ciclídeos, com um pH de 8, não o alcançaríamos por muito dura que fosse a água. Para os Discos, que, em teoria, necessitam de um pH de 6,8 e ao necessitar de água mole, com dureza menor que 10 KH, tampouco se alcançaria o limite de toxicidade. Na prática o limite de pH baixa ao injetarmos CO2.

Diminuir as perdas.

Qual é o método mais barato para ter CO2 em nosso aquário ? Pois a resposta é evidente: evitar que o que os peixes produzem não escape do aquário. Como podemos ver na primeira tabela, reduzindo as perdas alcançaremos uma concentração próxima ao ideal e isso sem gastarmos um centavo. No caso de querer alcançar a concentração ideal, necessitaremos um injetor de CO2, porém isso não nos servirá de nad se não evitarmos as perdas. 

O CO2 escapa do aquário através da superfície de contato entre o ar e a água. Por isso procederemos assim:

Evitar turbulências na superfície.

Se temos um retorno de água do filtro que cai em cascata, faça-o de forma submersa.

Os filtros seco-úmidos (Wet-Dry) eliminam o CO2

Os aeradores estão totalmente descartados.

aquário tem de estar tampado

Não deve haver corrente de ar pela superfície da água.

Nos filtros impulsionados por bolhas devemos substituir o aerador por uma bomba submersa.

O Oxigênio

O conteúdo de O2 não diminui pelo aumento do conteúdo de CO2, ao contrário, com abundância de CO2, luz e nutrientes as plantas realizam tal quantidade de fotossíntese que a água se satura de oxigênio de tal maneira que podemos observar finas fileiras de bolhas saindo de algumas plantas como a Valisnéria.

Por este motivo não temos que nos preocupar com a falta de oxigênio, já que as plantas o produzirão de sobra para os peixes. E sem necessidade de desgastar nossa pobre bomba de ar (muito menos de ter que ouvi-la)

À noite o processo deixa de funcionar, as plantas deixam de produzir oxigênio e passam a consumi-lo. Infelizmente sem luz também deixam de aproveitar o CO2.Por isso podemos chegar a níveis de oxigênio perigosamente baixo. Se depois de 3 horas de escuridão os peixes boqueiam na superfície, saberemos que o nível de oxigênio é muito baixo e para evitarmos isso colocaremos uma pedra difusora com a bomba de ar sem nos preocuparmos com as plantas, já que sem luz não assimilam o CO2, só o produzem. Podemos usar um timer para que ligue a bomba de ar ao anoitecer, ao mesmo tempo que outro timer desliga a iluminação, o timer da bomba deve desligar 1 hora antes que o outro timer ligue a iluminação. Desta forma daremos tempo para que o CO2 alcance um valor ótimo para as plantas na hora que se acende a iluminação.     

O pH.

A injeção de CO2 afeta o pH da água (acidificando-a), já que dissolvido forma ácido carbônico, baixando o pH  a níveis de 5 e inclusive menores. Sem recursos artificiais isto não deve nos preocupar já que as concentrações são muito baixas para provocar mudanças drásticas de pH, Já quando o injetamos, devemos ter cautela.

Em resumo. Suprimindo a aeração podemos alcançar concentrações de CO2 próximas às ideais sem nos preocuparmos com a baixa do pH ou de alcançar concentrações tóxicas. É uma forma fácil e gratuita de estimular o crescimento de nossas plantas.

Porém só recomendo que faça isso depois de ter estabilizado bem o aquário, o que ocorrerá depois de aproximadamente 2 meses de montado e só se mantiver um número razoável de peixes no aquário. Se não é importante que a vegetação de seu aquário seja luxuriante é melhor que haja aeração contínua em seu aquário, apesar das plantas não crescerem tanto, é mais seguro. Você decide.......  Veja também OXIGENAÇÃO.   

Mapa Completo do Site

1